Duelo de Mcs – Politicamente Incorreto

Em meio ao almejado (e talvez ilusório) processo de mudança que vivemos, entre as propostas políticas e o desinteresse com as reais necessidades dos cidadãos, surge um manifesto em defesa do movimento cultural mais importante hoje em Belo Horizonte: o Duelo de MC’s.

O texto abaixo é uma reprodução na íntegra, e foi retirado da página do Família de Rua no Facebook. Trata-se de uma nota oficial do coletivo sobre a movimentação política com relação ao Duelo de MCs, na tentativa de fazer da ocupação e do encontro da Cultura Hip Hop, mote de suas campanhas eleitorais.

Duelo de MCs – Politicamente Incorreto

Vivemos a era em que o capitalismo começa a, de fato, sofrer com seus próprios efeitos, e que, ao mesmo tempo, demonstra sua enorme capacidade de se reorganizar a partir de novos quadros econômicos, políticos e culturais. Essa parece ser a era de falsas democracias e ditaduras declaradas convivendo “harmoniosamente”, a partir de interesses financeiros, corporativos e políticos. Todo esse contexto gera um constante questionamento: qual dessas opções é a menos hipócrita? Mudanças de governos, chefes de Estado, partidos, missões de paz, países contra países, tratados econômicos, povos contra povos e algo não muda. Aqueles que mandam permanecem sempre os mesmos, e o que muda parece ser somente a forma de articulação para que a ordem permaneça a mesma.

Essa realidade refletida de maneira local trouxe a cidade de Belo Horizonte, principalmente as Juventudes, a um momento impar de inquietação, movimentação e posicionamento. Neste sentido vemos uma diversidade de visões e, portanto, de formas de se posicionar. Em vésperas de eleição toda essa carga parece emergir com mais potência, eclodindo em uma diversidade complexa, que não é nada mais que o espelho do gigantesco emaranhado que está acima desta realidade local, bem como da própria complexidade dessa realidade “micro”.

E em meio a toda essa efervescência, desde 24 de Agosto de 2007 acontece o Duelo de MCs, que se caracteriza como um encontro da cultura Hip Hop, que é realizado semanalmente, às sextas-feiras, a partir das 21H, no viaduto Santa Tereza, centro de Belo Horizonte. Enquanto encontro cultural independente e autônomo, realizado por um coletivo que preza por esses princípios, o Duelo de MCs não serve ou atende a nenhum interesse empresarial, político-partidário ou de grupos da sociedade civil que buscam utilizar a imagem e as conquistas do encontro a seu favor. Porém, devido ao ano eleitoral, vemos um grande movimento dos principais candidatos à Prefeitura de nossa cidade em direção ao Duelo de MCs. Nas últimas semanas, potencializado pelos 5 anos de Duelo de MCs e pelo Duelo de MCs Nacional, realizado no último dia 26 de agosto, foram produzidos dois vídeos que usam o encontro de Hip Hop, realizado pela Família de Rua, como mote de campanha dos principais concorrentes à Prefeitura de Belo Horizonte. 

O Coletivo Família de Rua deixa claro que não apoia e não faz campanha para nenhum candidato à Prefeitura ou qualquer outro cargo. Somos um coletivo que preza pela independência político-partidária e pela resistência por meio da articulação entre seus pares. Buscamos entender o cenário político da cidade, mas entendemos também as questões suprapartidárias e de coligações, favores e patrocínios, que tornam todas, ou pelo menos a grande maioria dessas campanhas, comprometidas com interesses dos quais não comungamos. Sendo assim, NÃO APOIAMOS CADIDATO ALGUM que tenha feito do Duelo de MCs mote de campanha.

O texto utilizado na narrativa de um desses vídeos, o produzido pelo movimento/site “Pulsar BH”, é uma reprodução do material criado pela Família de Rua para a divulgação do Duelo de MCs Nacional. Em momento algum a Família de Rua foi consultada e/ou, sequer, recebeu créditos pela apropriação do texto. Durante a produção desse vídeo no Duelo de MCs e no Duelo de MCs Nacional algumas pessoas também foram, de maneira extremamente desonesta, enganadas. O MC Mário “Hot” Apocalypse, de BH, ao questionar as pessoas que estavam produzindo o vídeo durante o Duelo de Mcs Nacional acerca da origem daquela cobertura, foi informado que se tratava de um vídeo para trabalho universitário.

No vídeo ainda é veiculada uma informação falsa e tendenciosa, que afirma um apoio financeiro por parte da Prefeitura de Belo Horizonte para a realização do Duelo de MCs Nacional. O projeto foi viabilizado através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de BH, com Patrocínio da “AeC – Relacionamento com responsabilidade”, que é uma empresa privada.

A Família de Rua é um coletivo focado na promoção do Hip Hop, do Skate e das culturas urbanas, que através do dialogo e da articulação em rede, principalmente com outros coletivos da juventude, busca gerar cidadania, profissionalização e ocupação da cidade. Nossa crença é nos coletivos independentes, nas pessoas, na cultura e na arte. Devido a diversos fatores, alguns já citados nesse texto, não acreditamos nas articulações político-partidárias. Acreditamos na política orgânica e independente que as juventudes alimentam na sua ocupação e vivencia na cidade. Vale ressaltar ainda que, independente de quem estiver ocupando a Prefeitura e a Câmara dos Vereadores, continuaremos articulando, dialogando e cobrando os nossos direitos de cidadãos e cidadãs.

Família de Rua.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s