Anna Julia x Ai Se Eu Te Pego

Até que ponto chegaremos? A intervenção da grande mídia tradicional pauta a internet desde sempre. É o curso natural das coisas. Todavia, ainda existe algum tipo de discernimento apropriado para que decidamos o que (ou o que não) ouvir, consumir, ver, sentir etc. Quer dizer, salvo raras excessões. Neste caso, por exemplo, a onipresença fatal de Michel Teló nos meios de comunicação é algo (quase) inevitável.

Frases comuns na internet nos dias de hoje são: “fazem 3 dias que eu tô cantando a música do Michel Teló e não acho que vá parar tão cedo”. E não para mesmo. O sucesso do paranaense tem sido motivo de cizânia em todos os cantos do país, quiça do mundo. Dessa vez, Bruno Medina, integrante do Los Hermanos, gerou polêmica ao postar uma homenagem ao cantor em seu blog.

No post, o músico compara o sucesso de Ai Se Eu Te Pego com o de Anna Julia, composta pelos Los Hermanos e afirma que o hit do cantor sertanejo se “apoderou de seu cérebro” .

Bruno Medina escreve para o Michel Teló:

Antes de mais nada, feliz 2012! Espero que sua noite de réveillon tenha sido memorável; a minha com certeza foi, visto que, na festa em que estive, a chegada do novo ano foi relegada à segundo plano devido a batalha campal que se deu entre o grupo que queria ouvir “Ai se eu te pego” em looping até o amanhecer e o outro, que não desejava escutar a música sequer uma vez. Ao invés de comer uvas ou pular 7 ondinhas, os presentes preferiram se dedicar a calorosas discussões sobre temas como direto de expressão, identidade cultural brasileira e tolerância, com direito a argumentos do quilate de “é proibido proibir” e “não quer ouvir, tape os ouvidos”.

Como se não bastasse, minha mulher – que por razões injustificáveis ainda não conhecia o hit do verão – deixou o local entoando seus versos, só que errado (ai, delícia, se te pego/ai, delícia, se te pego), o que apenas contribuiu para que a referida música se apoderasse do meu cérebro tal qual o exército americano fez com o território afegão em sua cruzada anti-terrorismo. Apesar da gravidade dos fatos descritos, saiba que não guardo rancor de você. Afinal, eu mais do que ninguém sei o que é estar a frente de uma canção que fugiu do controle. Na época em que Anna Júlia foi lançada, ao menos, não havia Youtube, o que certamente poupou nossos detratores da infindável proliferação de clipes da música, protagonizados por bêbados gregos dançando em Ibiza ou por italianos solitários cantando o refrão pegajoso em frente a webcam.

Com ironia, o hermano finaliza a carta desejando sucesso para a turnê de Michel Teló:

 Antes de correr o risco de me estender demais, gostaria de desejar que sua turnê internacional, que se inicia agora em janeiro, seja a primeira de muitas. Aliás, não seria mau se você resolvesse passar logo todo o ano de 2012 viajando pelo mundo. Nada pessoal, é só uma precaução com o meu cérebro. Para terminar, um único pedido: da próxima vez que gravar uma música, em prol da sanidade mental de milhões de pessoas, por favor, considere não criar dancinhas.

Quase simultaneamente ao texto de Medina surgiu o mashup abaixo, “Ai Se Eu Te Pego, Anna Julia”, criado por rafaelnelvam.

Ai, ai…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s