O fenômeno Lana Del Rey

Não tem como negar: Lana Del Rey é um fenômeno.

Mas o que caracteriza um fenômeno? Algum tipo de manifestação ou aparição material ou espiritual? Aquilo o que pode ser percebido pelos sentidos ou pela consciência? Um fato de natureza moral ou social regido por leis especiais? Tudo o que é raro e surpreendente? Maravilha? Pessoa que se distingue por algum dote extraordinário? Talvez seja isso; ou talvez seja tudo isso.

Enfim, o fato é que o Plantera gira em torno de Lana, e tudo conspira para o sucesso prematuro da cantora-boneca de 25 anos, que se autodefine uma “gangsta Nancy Sinatra”.

A moça, sua imagem e seu som pululam em blogs mundo afora, configurando uma nova febre musical, que eleva a dona de uma das vozes mais vorazes do “novo pop” para os píncaros da glória. O mais incrível disso tudo, é o fato de que a única coisa que Lana tem lançada é UM single, que saiu real e virtual nesta semana, e um lado-B. Ou seja, duas músicas, e só. Pra que mais? Por isso ela é um fenômeno.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s