Entrevista: Patch Adams no Roda Viva

Patch Adams, verdades e mentiras

patch_adams_1.jpg (305×432)

Ele é um médico americano que recorreu ao nariz de palhaço e aos cabelos multicoloridos para alegrar e diminuir o sofrimentos de pessoas doentes, transformando quartos de hospital em picadeiros.

Imagine a cena: no ambiente silencioso e esterilizado de um hospital, um palhaço com sapatos gigantescos e um enorme nariz vermelho surge pela porta. A história real de Patch, paciente e, mais tarde, médico de uma instituição para doentes mentais, celebra o triunfo da busca insistente por um ideal. Sua vontade de tornar-se médico surgiu quando, ainda adolescente, foi internado numa clínica devido a uma depressão. Seu sonho começou a se tornar realidade no final dos anos 60, quando estudou na Escola de Medicina da Virgínia e, em seguida, abriu o Instituto Gesundheit com uma abordagem mais personalizada da prática médica.

Tudo estava bem, mas em meados dos anos 80, o Instituto Gesundheit começou a receber atenção da mídia sobre seus procedimentos terapêuticos nada ortodoxos. Os conflitos começaram. Em 1993, Patch escreveu um livro sobre seu trabalho explicando suas prescrições inspiradas no humor e o porque de querer vestir-se de gorila, de encher uma sala com balões ou uma banheira com macarrão – tudo para conseguir um sorriso, realizar uma conexão emocional com seus pacientes, ou conseguir levar um simples momento de prazer aos doentes.

O Dr. Patch proclama: “Todos sabemos como o amor é importante e, mesmo assim, quão frequentemente o demonstramos? Quantas pessoas doentes neste mundo sofrem de solidão, tédio e medo que não podem ser curadas com uma simples pílula?”.

Muitos conhecem a história apenas através do filme Patch Adams – O Amor é Contagioso, de 1998. No entanto, há algumas facetas que podem parecer um pouco obscuras e um tanto inadequadas. É óbvio, o filme é uma super produção e, por ser baseado em fatos reais, às vezes oculta a verdade, ou inventa uma nova realidade, condizente à trama. Afim de esclarecer algumas dessas questões, apresentamos uma entrevista que o verdadeiro médico concedeu ao programa Roda Viva, da TV Cultura, em 2007. Ele abordou questões importantes em relação à indústria cinematográfica e à própria imagem a qual ele foi vinculado.

Veja a entrevista dividida em dez partes, abaixo. Vale a pena.

Patch Adams fala sobre o filme

Patch Adams fala sobre os hospitais

Patch Adams comenta sobre o depoimento do entrevistador do progama Roda Viva

Patch Adams responde pergunta formulada por Wellington Nogueira dos Doutores da Alegria

Patch fala sobre saúde mental

Sobre ser americano

Patch Adams fala sobre cura, qualidade de vida e pensamento positivo

Indústria farmacêutica

Patch Adams fala sobre sua trajetória


Patch Adams fala sobre seu modo de vestir

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s