Exposição + Instagram = Expogram – Além do virtual

Galeria Tag and Juice expõe uma seleção de fotos capturadas com o Instagram

Será que o Instagram vai matar o modo convencional de tirar fotografias? Seria o mesmo que perguntar se a internet vai matar a TV. Não, acho que não. É um grande paradoxo pensar assim. As ferramentas se completam e não se excluem; no máximo se questionam, a que tiver mais valor, permanecerá. Simples assim.

Mas enfim, a razão deste post não é o meio e sim a evolução do meio. Não basta apenas tirar uma fotografia por tirar, o negócio é compartilhar, seja virtual ou fisicamente.

Pois bem, desde o seu lançamento, em outubro de 2010, o Instagram se tornou muito popular, contando atualmente com mais de 2 milhões de usuários. Não sendo apenas mais uma câmera, o aplicativo funciona como uma rede social, onde é possível interagir com outros usuários, taggear suas fotos e compartilhá-las nas redes. Mas, ao que parece, o app foi além do virtual. Talvez por necessidade, talvez por conveniência. Mas isso não vem ao caso.

O que vem ao caso, é a necessidade de destacar os fotógrafos do dia-a-dia, e também promover um encontro entre os usuários deste aplicativo no Brasil. Partindo destas premissas, as fotógrafas Érika Garrido e Renata Chebel e a jornalista Luciana Obniski resolveram se unir para organizar a primeira exposição de fotos feitas com Instagram, em São Paulo, entre os dias 9 e 23 de abril.

Para a exposição, foram escolhidas 200 fotos tiradas com o aplicativo, que continham as hashtags #expogram e #exponostalgia. Até o final de março, já haviam mais de 2 mil fotos taggeadas, que serão impressas em quadros e também expostas em iPads. “A ideia surgiu da vontade de ver essas fotos impressas, já que os filtros do Instagram dão uma atmosfera analógica, do tempo em que as fotos eram ampliadas e não digitalizadas”, explica Renata, em uma entrevista para a Revista TPM.

A exposição reflete a ascensão da tecnologia mobile e a completa imersão das redes sociais na sociedade, em que compartilhar as sensações e imagens do cotidiano, de coisas que nunca seriam fotografadas com uma câmera que não a do celular, é uma arte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s