A vida secreta das coisas nem tão secretas assim

Você já parou pra pensar que objetos aparentemente banais do nosso cotidiano, podem não ser tão banais assim? Pois é. O artista Terry Border – uma das pessoas mais criativas do planeta, segundo o mymodernmet – já.

Olha, se Border é ou não, tão criativo assim, eu não sei; é bom evitar os superlativos para não chocar os mais céticos. No entanto, o trabalho do cara é, de fato, admirável. O que ele faz é basicamente dar vida a objetos até então inanimados. Através da construção de uma mini narrativa visual, combinada ao título dos trabalhos, as imagens se revelam engraçadíssimas.

Sobre o seu incomum olhar em relação aos objetos mais comuns, Terry diz:

“Eu sempre soube que o meu ponto de vista era estranho e o meu dom haveria de servir para alguma coisa. Por isso estou contente por ter finalmente encontrado um uso para ele. Tanto quanto ter idéias, eu simplesmente tento me divertir. Eu olha para objetos e pergunto o que eles me fazem lembrar, e então crio uma espécie de história fantasiosa sobre isso. É só ter senso de humor. Gosto de rir, mas eu não posso contar uma piada para salvar minha vida ”.

Se liga no trabalho do cara:

Rejection – Rejeição
Ice Cube Dreams – Sonhos do cubo de gelo
Pick Him – Escolha ele
Crime Scene – Cena do crime
Chained to the Desk – Acorrentado à mesa
Peanut Mourning –  Velório do amendoin
The American Way – Estilo americano
Waiting for the Train – À espera do trem
Bruised – Machucado
Jump! Pule!

 

Via: mymodernmet

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s