A arte da gravidade, ou a gravidade da arte

Dizem por aí que a arte depende muito da interpretação do receptor para que seja compreendida em sua totalidade. Da concepção à exposição, existem inúmeros processos que, de fato, influenciam o modo como descortinamos uma peça, quadro, escultura ou coisa que o valha.

Sendo assim, Holton Rower é um homem de fina arte (!) Morador da Big Apple, Nova York, o artista se vale da gravidade como uma ferramenta para criar as sua obras experimentais, denominadas, “Tall Painting”. O processo de criação é bem simples e proporciona uma beleza infinitamente exuberante aos olhos de quem vê. Basta derramar tinta sobre uma estrutura de madeira por algumas horas e esperar que os compostos sigam a natureza.

A atonicidade das obras se dá exatamente pela miscelânea de cores vibrantes dispostas à esmo. E o que mais chama a atenção, talvez seja o fato de se tornarem “obras do acaso”. Temos então, a plena sensação da ventura de não poder escolher o curso natural das cores, apenas deixar que a gravidade faça o seu trabalho. Bem, temos que agradecer mesmo Sir Isaac Newton em sua não menos importante obra, Philosophiae Naturalis Principia Mathematica, que postulou a Lei da Gravitação Universal, lá nos idos de 1687.

Confira abaixo o trabalho de Holton Rower:

Veja um vídeo demonstrativo da “Tall Painting”:

Via: Mymodernmet

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s