Rio Baile Funk! [ensaio fotográfico]

Vincent Rosenblatt é um fotógrafo francês de 41 anos que resolveu registrar o que muito tupiniquim ignora ou não quer ver: a cultura do baile funk. O cara foi em mais de 400 bailes entre 2005 e 2014. As fotos foram tiradas em mais de 100 localidades durante esse período, do Santa Tereza ao Castelo das Pedras. 

 Captura de tela 2014-09-04 às 10.56.26 Captura de tela 2014-09-04 às 10.57.49 Captura de tela 2014-09-04 às 10.58.33

 

O projeto tem nome de Rio Baile Funk! Favela Rap (2005-2014) e pode ser visto na íntegra no site do fotógrafo. São mais de 160 fotos e a gente recomenda o clique.

O pessoal do Catraca Livre fez uma entrevista com o cara, na qual ele conta um pouco sobre como surgiu o interesse pelo funk carioca e o que ele pensa da pacificação das favelas e a sensualidade do universo funkeiro. Cola lá e confere!

Livros de um segundo

Já parou pra pensar em quanta coisa é publicada no twitter em um segundo? É conteúdo o bastante para preencher 4 livros!

Um estudante suísso de design na HGK Basel teve essa ideia para uma disciplina na faculdade e os professores gostaram tanto que resolveram materializar o projeto.

 

O #oneProject é uma série de quatro livros que englobam mais de cinco mil tweets em 42 línguas. O designer criador, Philipp Adrian, ainda fez uma compilação dos usuários, baseado na cor e no design de seus perfis. Isso tudo sem deixar o contexto de fora. Tá bom ou quer mais?

Até agora, o projeto está disponível somente na biblioteca da HGK Basel. Mas o autor avisa que, tendo interesse o bastante, a publicação pode rolar. 

 

via yahoo tech

Com amor

Quantos cartões de presente são assinados assim? Infinitos. Um arquiteto brasileiro resolveu levar isso ao pé da letra e o resultado foi esse: 

O cara literalmente faz objetos com amor, através desse sistema multisensorial que transforma amor em forma. O projeto chama Love Project e foi apresentado no Design Weekend São Paulo. 

Funciona mais ou menos assim: a pessoa conta uma história de amor enquanto os sensores monitoram as ondas cerebrais, a voz e os batimentos cardíacos. A forma vai variando de acordo com o discurso, seguindo esse parâmetros aí: 

Bonito, né? Os desenvolvedores (Guto Requena + D3 Studio) já estão trabalhando para lançar um aplicativo que reproduza o projeto e dê a opção para o usuário de mandar o desenho para uma impressora 3D. 

Se quiser dar uma sacada no trabalho do Guto Requena, clica .

 

via PSFK

De perto

No cinema, volta e meia rola um plano-detalhe pra mostrar alguma coisa muito de pertinho. Geralmente, ele dura muito pouco e serve pra contar uma parte importante da história. Mas e daí? Daí que uns caras resolveram fazer um clipe e contar uma história inteira de um encontro romântico só com mega planos-detalhe.

Confere aí que é bonito demais!

 

 

Pra conhecer mais do trabalho do diretor Gustav Johansson, clica aqui. O cara é foda.

Horizonte esférico

360-gopro-594x332

O alemão Jonas Ginter juntou seis câmeras GoPro para criar esses panoramas de 360° em movimento. Antes de ver o vídeo abaixo, isso é tudo o que você precisa saber.

Se liga na viagem:

 

Agora, se você quer saber mais e manja de alemão – ou não se importa de ler as traduções suspeitas do Google –, cola lá no site do cara e veja como foi feito o lance: http://www.jonasginter.de/360-grad-video-mit-6-gopro-kameras/

Via: trabalhosujo

Cupido [curta-metragem]

Captura de tela 2014-04-04 às 12.13.29

Captura de tela 2014-04-04 às 12.00.46

Captura de tela 2014-04-04 às 12.00.17

Essa é a história de uma garçonete que se apaixona por um cliente e faz de tudo para conquistar o seu coração, mas é ignorada pelo cara o tempo todo, até descobrir porque ele realmente não ligava para ela. O cenário é um restaurante no bairro do Brooklyn, em Nova York, mas poderia ser qualquer birosca de qualquer lugar do mundo.

Nas palavras do “Cupido”:

“Algumas coisas na vida são 3 pelo preço de 1′. Outras coisas, como o momento que alguém realmente escuta seu coração, não têm preço. Há milhares de histórias de amor esperando para serem vividas todos os dias. Fé? Destino? Quem sabe?  Esta é só mais uma…”.

Uma bonita história de amor, enfim.

Via: videosdodia

“The Expert” [curta-metragem]

reuniao

Ah, a reunião! Esse mal (necessário?) da sociedade moderna. Que atire a primeira pedra quem nunca teve que encarar aquela enfadonha sala fria com paredes brancas e várias pessoas falando, falando e falando horas a fio para, enfim, chegar a lugar nenhum.

Para mostrar um pouco das obviedades, clichês e outras pendengas que acontecem do lado de dentro das salas com ar-condicionado a -12 graus, o filme “The Expert” – escrito e dirigido por Lauris Beinerts, e baseado no conto “The Meeting”, de Alexey Berezin – se vale daquele humor ácido que a gente tanto gosta.

Veja abaixo o que acontece quando as ideias conflitantes de cliente, criativo e técnico se encontram.

*Legendas em português (de Portugal).

Via: brainstorm9